fbpx

Top 5 ervas de banimento

1. Alho

Nome científico: Allium sativum L.

Regência: Saturno/Marte.

Associada aos signos de Capricórnio e Libra, o alho segundo Paracelso, em sua obra Botânica Oculta, diz que para preservar-se de todo malefício, colhem-se sete alhos na hora de saturno, entrelaça-se num barbante de cânhamo e os carregam pendurados no pescoço durante sete sábados e ficar-se-á livre de feitiços por toda a vida. Logo, a casca de alho também pode ser usada em defumações, banhos e tinturas a fim de promover uma limpeza eficaz e potente.

2. Cebola

Nome científico: Allium Cepa.

Regência: Marte.

Conta-se que o diabo, quando saiu do Paraíso, deixou na terra molhada uma pegada do pé esquerdo. Com o passar dos dias, os homens começaram a reparar que aquela pegada se mantinha estranhamente intacta e mais estupefatos ficaram quando nela nasceu uma planta de folhas longilíneas ocas. Ninguém lhe ousava tocar, mas um dia houve quem desmanchasse a pegada; e, ao remexer a terra, descobriu o bolbo dourado que estava escondido. De ousadia em ousadia, não resistiram à tentação de provar o bolbo proibido e mais se convenceram das marcas do diabo: a cebola, de sabor acre, “picava” na boca. Devido às suas propriedades marcianas, a cebola também se torna um ingrediente muito bem quisto nos trabalhos de limpeza e banimento.

3. Raiz de angélica

Nome científico: Archangelica norvegica.

Regência: Vênus/Sol.

Membro da família da salsa, a angélica é conhecida no herbalismo mágico como uma guardiã poderosa. Diz-se que elimina a negatividade e atrai energia positiva. Angélica cresce em hastes altas e floridas, mas normalmente apenas a porção da raiz é usada na feitiçaria. As virtudes mágicas da angélica estão ligadas à sua estatura robusta, aroma agradável e associação com o Arcanjo Miguel. Diz a lenda que o anjo apareceu em sonho a um monge, mostrando-lhe a erva que poderia curar a peste na Europa. Tradicionalmente, a angélica floresce na festa da Aparição do Arcanjo Miguel, período referente ao oito de maio. A planta também é conhecida como Raiz do Espírito Santo, Raiz do Arcanjo ou Dong Quai.

4. Eucalipto

Nome científico: Eucalyptus globulus.

Regência: Mercúrio.

O eucalipto é uma planta arbustiva com flores, de fragrância fresca e herbácea. A maioria das variedades são nativas da Austrália. O eucalipto é usado para trazer renovação de uma energia para as situações, para curar remorsos e preocupações e para aliviar a exaustão mental. É uma erva excelente para usar quando alguém ou algo o está incomodando. Muitas vezes é misturado com outras ervas curativas para trazer alívio de preocupações físicas ou emocionais. Folhas de eucalipto podem ser queimadas, infundidas, polvilhadas ou enfiadas em sacos de mojo ou gris-gris, travesseiros e fetiches. Os óleos de unção de eucalipto são excelentes para limpar ferramentas rituais. Ele remove as influências negativas dos arredores de maneira eficaz e rápida. Ao contrário de algumas outras ervas protetoras, o eucalipto cria suavemente uma barreira sem atacar ou restringir outras pessoas.

5. Hortelã

Nome científico: Eucalyptus globulus.

Regência: Mercúrio/Vênus

Para os gregos, uma ninfa amada por Hades e transformada em erva, destinada a sempre crescer na entrada das cavernas, os portais para o Outro Mundo. A hortelã ou menta é uma planta herbácea vivaz, que compreende numerosas espécies, das quais muitas são cultivadas em função de suas propriedades terapêuticas e mágicas. Na culinária, adiciona aroma e sabor a bebidas, sobremesas, panificação e é um ingrediente comum em alimentos do leste indiano, asiático e mediterrâneo. A hortelã ajuda na digestão e acalma o estômago e é usada na aromaterapia para uma série de propósitos de cura. É usado na magia para atrair dinheiro, afastar o mal, atrair o amor e aumentar o bem-estar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *