Arquivos de Categoria: VODOU

O Escopo do Vodou Haitiano

Começo esse artigo contando sobre Jérôme Pôteau. Em 1786, em São Domingos, ele e alguns companheiros foram julgados por organizarem e liderarem cultos noturnos chamados “Mayombe” e “Bila”. E eram cultos populares, pois David Geggus nos conta que chegavam a ter até 200 participantes. A razão da popularidade era simples: acreditava-se que quem fosse aos […]

A narrativa espiritual como estruturante do invisível

    Hoje eu me lembrei do que disse Max Beauvoir sobre Papa Legba ser diferente do Legba Africano. Em breve eu revelarei o que ele disse, mas antes quero dizer que o objetivo deste pequeno artigo não é discutir Papa Legba, mas discutir a beleza da narrativa espiritual. Ora, encanto-me todas às vezes das […]

Erzulie Freda

Puseram meu nome na boca Sem que soubessem apreciar meu sabor Confundiram com fraqueza meu pranto Ignoraram o poder do que é dor Adentrei, silenciosa, Os jardins dos bananais Atraquei na calmaria Meu barco na beira do cais Disseram “loucura” Riram do meu desatino Desdenharam do que é doçura Subestimaram a fúria do meu desalinho […]

Jean-Maine: um houngan na magia ocidental

Se eu disser o nome Jean-Maine em uma roda de conversa de ocultistas, provavelmente muitos não saberão de quem estou falando. Se eu fizer o mesmo experimento com o nome Michael Bertiaux aposto que o cenário seria outro. Bertiaux é famoso por seu experimentalismo, pela sua escrita complexa e por costurar tradições e ideias diferentes […]

O Grande Hounfor dos Mortos

Uma das especialidades do malfektè, Smith nos explica, é a ekspedisyon – ou seja, mandar mortos perdidos realizarem trabalhos. Não escapa à Smith a similaridade do trabalho do malfektè com os do Palero de Palo Monte Cubano. Elementos como a manipulação de restos mortais e enviar mortos em tarefas ou feitiços são conservados nestas duas […]

O Vodou e sua diversidade

Eu vivo escrevendo aqui, no Facebook e em outros sites o quanto o Vodou Haitiano é diverso e o quanto ele abarca diferentes manifestações. Entretanto, todas as vezes que eu discuto o Vodou, acabo evocando um determinado conjunto de elementos relativamente conservados. Ainda, quando alguém se interessa em ler algum livro sobre o assunto acaba […]

Maçonaria e Vodou – Parte II

Discutimos anteriormente a figura de Hiram Abiff. Esta é a personagem central da alegoria Maçônica e sua vida e morte (principalmente) são temas explorados dentro da fraternidade. Sem entregar nenhum segredo, é justo dizer que temas de morte são uma constante na vida Maçônica. Novamente, já exploramos um pouco desta ligação entre a morte, a […]

Maçonaria e Vodou – Parte I

Milo Rigaud ensina que Damballah é equivalente ao Grande Arquiteto do Universo e que Legba pode ser compreendido com o ponto dentro do círculo. Estas afirmações sugerem que a já conhecida associação entre Vodou e a Maçonaria pode gerar uma discussão ainda mais rica do que a normalmente conduzida sobre o tópico. De fato, Vodou […]

Levante-se até o sétimo chamado!

Sakpata, imagem por Sostoli. Em tempos de COVID-19, pensei em falar sobre os horrores da quarentena. Cogitei a ideia de fazer um texto explicando um pouco sobre os vírus e até imaginei que poderia fazer uma bela carta de despedida. Entretanto, tudo isto seria lugar comum, por isso vou falar dele, que nessas horas é […]

A Dança Serpentina do Vudu

Eu olho para dentro de mim mesmo procurando a verdade e o que vejo é a abóbada celeste desenhada de pontos cintilantes e de constelações. Eu sigo as estrelas com meu dedo e rabisco desenhos prateados nesse céu meu. Elas guardam segredos muitos, mas não de mim. Eu as conheço. Eu sei a forma de […]