Arquivos de Categoria: VODOU

Uma entrevista com o Dr. Patrick Bellegarde-Smith, pesquisador de Vodou e oungan asogwe.

O Professor e oungan Patrick Bellegarde-Smith.   Eu e meu colega (e amigo) Alfredo Cruz coordenamos um pequeno grupo de estudos sobre Vodou Haitiano que começou com a colaboração e apoio do Instituto Pretos Novos e agora conta também com o apoio do “Espelho de Circe”. Dentro de nossa missão está a de divulgar informações […]

Voodoo Doll, Kolossoi, Poppet Magick ou simplesmente, Magia de Bonecos

Se você cruzar com um bonequinho enterrado em seu jardim, com toda aquela pinta de “macumba”, qual vai ser seu primeiro pensamento? Posso apostar com você que vai ser “boneco vodu”. Aliás, antes que surgissem mais informações em nossa língua aqui no Brasil, toda a tradição haitiana do Voodou parecia se resumir nisso. Isto é […]

O culto aos santos e a necessidade de se repensar o sincretismo

O culto aos santos, mantido apenas em seu caráter exemplar ou inteiramente desprezado pelas Igrejas de alguma forma herdeiras da Reforma Protestante – o que inclui, aliás, bom número de grupos católicos contemporâneos –, é talvez uma das mais interessantes tecnologias do sagrado introduzidas pelo cristianismo na Antiguidade Tardia. De fato, trata-se de uma solução […]

Uma Mambo em “O Mundo Sombrio de Sabrina”!

  Atenção: esse artigo contém SPOILERS da quarta (e final) temporada de “Sabrina”. Pensando bem, talvez da terceira também.    A encarnação contemporânea televisiva das trapalhadas de Sabrina, uma bruxa prodígio que só sabe fazer burrada, acabou. Bem, a verdade é que demoraram demais para enterrar e o cadáver já estava fedendo desde a temporada […]

Quando Jesus se iniciou em Kimpasi

Em artigo passado, comentei brevemente sobre os cultos noturnos chamados de “Mayombe” e “Bila” em São Domingos (“O escopo do Vodou Haitiano”, publicado aqui nesse site).  Foi lendo o artigo de Frater Selwanga no sítio da OTOA-LCN que percebi alguma semelhança entre esses cultos e a sociedade Kimpasi do Congo (https://www.otoa-lcn-brasil.com.br/post/o-fogo-congol%C3%AAs-do-vodou). Por isso, decidi dar […]

“The Black Vampyre” – Obeah e Vodou nas páginas de um conto

Foi por meio do site da “Rede Vampyrica” e o do meu nobre amigo vampyro Lord A. que fiquei sabendo da história “The Black Vampyre: a legend of St. Domingo” de autoria do pseudônimo Uriah Derick D’arcy, publicada nos Estados Unidos em 1819*. Bem, para quem não pescou, “St. Domingo” é nada menos do que […]

Paixão, devoção e feitiçaria: o culto a Anima Sola

Quando se menciona a Anima Sola – Alma Solitária, também chamada, mais raramente, de Alma Desamparada ou Espírito Abandonado –, faz-se referência a uma imagem muito específica, baseada em figuras presentes em pinturas, vitrais, oratórios e altares católico-romanos desde a Baixa Idade Média. Trata-se da representação de uma mulher presa, normalmente acorrentada, em uma masmorra […]

O Escopo do Vodou Haitiano

Começo esse artigo contando sobre Jérôme Pôteau. Em 1786, em São Domingos, ele e alguns companheiros foram julgados por organizarem e liderarem cultos noturnos chamados “Mayombe” e “Bila”. E eram cultos populares, pois David Geggus nos conta que chegavam a ter até 200 participantes. A razão da popularidade era simples: acreditava-se que quem fosse aos […]

A narrativa espiritual como estruturante do invisível

    Hoje eu me lembrei do que disse Max Beauvoir sobre Papa Legba ser diferente do Legba Africano. Em breve eu revelarei o que ele disse, mas antes quero dizer que o objetivo deste pequeno artigo não é discutir Papa Legba, mas discutir a beleza da narrativa espiritual. Ora, encanto-me todas às vezes das […]

Erzulie Freda

Puseram meu nome na boca Sem que soubessem apreciar meu sabor Confundiram com fraqueza meu pranto Ignoraram o poder do que é dor Adentrei, silenciosa, Os jardins dos bananais Atraquei na calmaria Meu barco na beira do cais Disseram “loucura” Riram do meu desatino Desdenharam do que é doçura Subestimaram a fúria do meu desalinho […]