Arquivos de Categoria: REFLEXÃO

Nove Nobres Virtudes? Para quem?

Ah, como eu tenho evitado esse tema. É um tema quase político, com extremistas (sim, muitos fascistas), religiosos em guerra e abastados sem causa, tenho plena consciência e sei que aquilo que for dito aqui pode causar ainda muito rebuliço e dores de cabeça, talvez incitando o ódio moralista dos mais novos, e mexendo com […]

A magia do náufrago

Dentre as muitas coisas que podemos falar sobre Magia, gosto de pensá-la como a intenção aplicada de um ser na retomada de consciência do seu próprio poder.  Eu diria que o que nos leva a trilhar esse caminho, mesmo que ele seja um que vai na contramão da “normalidade social”, é uma persistente sensação. Um […]

Magia, prática e liberdade

Tente fechar seus olhos por um instante e imaginar um ser livre. O que você vê? O que você sente? Talvez tenha imaginado um pássaro cortando sem pressa o ar. Ou um peixe deslizando por entre as águas primevas do mar. Ou ainda o fogo ganhando terreno com sua dança, consumindo tudo que toca, sem […]

Choro guardado, mofa.

O choro é pergunta na linguagem do coração. Ele irrompe o reino aéreo das palavras, como se não fosse nada, pra te banhar de inquietação. O choro é a primeira e mais sincera forma de comunicação.  Quando ele sai doído questiona o que foi vivido, as escolhas, a função. E quase sempre é mais sincero […]

A narrativa espiritual como estruturante do invisível

    Hoje eu me lembrei do que disse Max Beauvoir sobre Papa Legba ser diferente do Legba Africano. Em breve eu revelarei o que ele disse, mas antes quero dizer que o objetivo deste pequeno artigo não é discutir Papa Legba, mas discutir a beleza da narrativa espiritual. Ora, encanto-me todas às vezes das […]

É dia dos mortos!

É dia dos mortos. No Brasil, os cemitérios estarão lotados (ou nem tanto por causa do atípico coronavírus). Milhares de pessoas irão visitar seus entes queridos falecidos. O resto do tempo ou essas pessoas tocam as vidas sem se preocuparem muito com os falecidos ou os colocam carinhosamente em suas orações. É dia dos mortos […]

Deus, Deusa, deuses… Para que mesmo?

Diz-se que a crença numa força criadora superior é algo codificado em nosso DNA. Que sempre tenha sido assim a partir do momento em que o ser humano observou fenômenos que ele não conseguia explicar. Deuses que justificassem a fúria dos raios, dos vulcões, dos terremotos, desertos e furacões. Deuses que tivessem piedade dos humanos, […]

Definir religião é foda.

Definir religião é foda (desculpem, sei que repeti o título). Eu não vou tomar essa tarefa para mim, vou apelar para o velho Durkheim e tentar apresentar essa discussão bacana. Tomara que ao fim, conhecendo as ideias do famoso pensador, possamos construir melhor nossa própria noção do que é religião.Em seu livro fundamental “As formas […]