fbpx

Arquivos de Categoria: CRÔNICAS

Aconteceu no nosso lar

Esses malditos barulhos estão me enlouquecendo. Mas uma coisa seria se fosse só a mim, agora encher os ouvidos da minha esposa com toda essa baderna de móveis se arrastando e louças balançando dentro de caixas… Bom, isso tem deixado a June louca. Eu já estou farto desses vizinhos. Acho que nunca uma mudança foi […]

A noite na qual fiz minha própria morte.

No jazigo, meu nome em letras douradas e uma foto particularmente inspirada minha são as únicas coisas que consigo enxergar. A escuridão do cemitério misturada à dormência que toma conta do meu corpo não me deixam perceber os detalhes da tumba. Encosto as mãos no mármore e tomo um susto. Não sinto o gelado da […]

Encontros com a bruxa: a bruxa da mata

Justo eu, que te procuro a vida inteira, quantas vezes já não te encontrei em momentos em que eu menos esperava? Na teoria a gente sempre espera que esses encontros sejam especiais, rebuscados e mágicos, mas quando olho para trás percebo que foram momentos curiosos, oníricos e até desavisados; pelo menos nos que pude vislumbrar […]

Encontros com a bruxa: a bruxa da estrada

Justo eu, que te procuro a vida inteira, quantas vezes já não te encontrei em momentos em que eu menos esperava? Na teoria a gente sempre espera que esses encontros sejam especiais, rebuscados e mágicos, mas quando olho para trás percebo que foram momentos curiosos, oníricos e até desavisados; pelo menos nos que pude vislumbrar […]

Encontros com a bruxa: as bruxas e o pássaro

Justo eu, que te procuro a vida inteira, quantas vezes já não te encontrei em momentos em que eu menos esperava? Na teoria a gente sempre espera que esses encontros sejam especiais, rebuscados e mágicos, mas quando olho para trás percebo que foram momentos curiosos, oníricos e até desavisados; pelo menos nos que pude vislumbrar […]

Meu caralho de pedaço de céu

Este foi um sonho muito estranho. Encontrava-me numa caverna em uma montanha, mas esta caverna era um mosteiro, onde eu estava sentado com os outros monges traduzindo e embelezando os textos sagrados. Verdade seja dita, eu fazia esse trabalho há tantos anos que não era de se admirar que estivesse sonhando com o que eu […]

Os olhos de Cristo

O que os olhos plásticos do Cristo de cera me disseram na primeira vez que os fitei foi o seguinte: estou morto. Era impressionante como aqueles olhos em toda sua artificialidade, em toda sua falta de naturalidade, conseguiam ainda sim exprimir o sofrimento e a morte. Isso me trouxe a certeza de que a morte […]

O Sangue de Moisés fez transbordar o Mar Vermelho.

Moisés abrindo o Mar Vermelho em toda a glória do Technicolor. Hoje acordei exegeta. Literalmente. Claro que o hoje no qual escrevo não é o hoje no qual você lê, mas para fins práticos vamos fingir que seja. Não faz diferença. Acordei com um pensamento na cabeça: a divisão do mar vermelho e a passagem […]