13 maneiras de reinventar sua prática cotidiana

  1. Detalhes do dia-dia: os pequenos “rituais” diários são importantes; são as primeiras coisas que nos fazem sentir a magia na sua forma mais palpável. Mesmo se você não estiver saindo de casa seja um ser que irradia encanto, faça sua cama, tome banhos, vista roupas limpas, escove o cabelo e seja lá o que você tiver costume de fazer. Porém, o pulo do gato é você saber que cada ato, cada uma dessas pequenas e corriqueiras coisas quando feitas de maneira consciente da magia contida nelas se tornam grandes atos de poder. E lembre-se disso antes de me lecionar sobre “nem todo dia eu sinto vontade de…”; segundo Jason Miller na sua obra The Elements of Spellcrafting: 21 Keys to Successful Sorcery, a boa vontade é superestimada. Se magia só lhe calha quando convém, ela nada mais é do que a neosaldina pra dor de cabeça.
  2. Um altar é uma obra de arte: Provavelmente ele precisa ser limpo de qualquer maneira. Se você não tem um altar, mas há um espaço no qual você trabalha como uma escrivaninha, uma cozinha, etc., então é hora de limpar e organizar. Um altar nada mais é do que um local onde você reconhece poder, beleza e auto expressão, logo, cada canto, cada olhar ao redor se torna um vislumbre de um altar maior ainda, si mesmo.
  3. Limpeza de todo jeito: Limpe e abençoe o seu espaço de vida fisicamente e espiritualmente. Quando foi a última vez que você limpou e abençoou sua casa ou a si mesmo? Você não deveria ter que pensar nisso e provavelmente não pensaria se você estivesse bem com os espíritos da casa e com seus próprios aliados, mas prestar atenção nesse detalhe pode tornar a sua vida mais fácil. Isso não significa que você precisa fazer um banimento e uma defumação todo santíssimo dia, mas um banho de ervas e uma defumação uma vez por semana, ou uma lavagem de chão a cada quinze dias é mais que o suficiente.
  4. Tome um ar fresco: Observe o seu dia, o clima, de onde vem o vento, o que as nuvens estão fazendo, quais desenhos você reconhece ali no alto? O que está crescendo ou aparecendo no seu vaso de plantas, jardim ou calçada? Garanto que você começará a ver coisas nas quais nunca prestou atenção antes e isso também é ver a magia se manifestando onde quer que seja. Tome sol, vitamina D faz bem pro corpo e bruxaria não é só andar na trilha da noite, mas manter um pé no caminho do sol também.
  5. Exercite o cérebro: Leia um capítulo de um livro que você nunca começou. Você provavelmente tem uma boa quantidade de livros que estão esperando a famigerada oportunidade de “tempo” para leitura. Selecione um desses livros e comece a ler. Dez, quinze ou trinta minutos de leitura fará bem para a sua rotina. Escolha fazer isso em conjunto com um evento regular como almoço, antes de ir para a cama, etc, também pode ser uma boa ideia. Muitas vezes, o que você selecionar parecerá estar em sintonia com o que está acontecendo ao seu redor, e ai vem aquele boom mental sobre magia e cotidiano.
  6. Exercite o cérebro, parte II: Puxe uma carta de tarot, lenormand ou qualquer outro oráculo no início do dia ou no final, depende de você. Puxe uma única carta, registre em um caderno o que vier à mente em relação àquilo que saiu para ti junto com a data. Reveja tudo no final da semana e compreenda como o mundo espiritual de fato se comunica contigo.
  7. Marie Kondo ou Ludwig Mies van der Rohe: Apesar de gostar mais do último, é um fato inegável que entulho causa uma visão feia e um bloqueio na energia ao seu redor. Jogue fora as ervas velhas, aqueles amuletos que nem você lembra mais a utilidade, os papéis que você anotou coisas aleatórias e que não mais fazem sentido e tudo mais o que você estiver por ai e não sabe mais o que fazer com aquilo. Se livre dessas tralhas da mesma maneira que se livra de partes da sua historia que não precisam continuar pelos cantos da sua vida.
  8. Vivendo e aprendendo: Estude algo novo, aprenda uma nova escola e aperfeiçoe os dons que já possui. Magia é como um músculo e um bom treino de academia; se forçar demais inflama, se não forçar um pouco, atrofia. Viver como bruxos, feiticeiros, macumbeiros e tudo mais significa estar constantemente em aperfeiçoamento porque o mundo que vemos é um mundo de oportunidades e sabedoria para além do nosso tempo de vida, logo, nos entreter com isso, aprendendo o pouco que nos é possível pode ajudar sua vida a ficar mais interessante.
  9. Pare de procrastinar: Descubra como fazer algo que você está adiando. Não precisa ser algo grandioso ou mágico, propriamente dizendo, mas algo que você sempre está querendo, mas nunca inicia ou fato faz. Nunca haverá um momento perfeito, uma hora certa, uma situação favorável se até hoje esse desejo não saiu do campo mental. Dê o primeiro passo e você verá como tudo fluirá melhor depois disso.
  10. Ritual não, celebração sim: Esteja regularmente com amigos, familiares e aqueles que lhe são queridos. Seja por telefone, texto, carta, skype ou zoom, mas entre em contato com as pessoas que você normalmente vê pessoalmente e as que você não vê. Celebre, tenha festividades mensais que não necessariamente significam um grande ritual com as estrelas alinhadas, mas um momento de descontração onde você pode relembrar que viver é festejar e que isso levanta muito, mas muito poder. Não é atoa que chamamos o Sabbath das Feiticeiras de celebração e não de ritual.
  11. Cuide dos seus aliados: Seus deuses, entidades, espíritos e afins são seus amigos, amantes e progenitores. Eles não são o SUS para servirem apenas para seus momentos de necessidade e interesse. Honre-os, lembre-se de que eles estão ai, do seu lado. Oferte um beijo, um sorriso, parte daquele arroz e feijão que você está almoçando, um gole de café, etc. Não importa, na verdade, o que você está dando, mas desde que esteja dando algo além de suplicas, pedidos e exigências, está mais do que suficiente para uma prática ordinária e recorrente.
  12. Você é a voz dos seus aliados: Ou seja, cuide de si também. Não se esqueça de ser gentil consigo mesmo, você ficará menos cansado e estressado do que o normal. Faça uma pausa, se dê um lazer, faça um skincare. Observe quais são seus vícios e manias “não-saudáveis”; desligue a TV, o computador ou o telefone por um tempo e dê uma caminhada, olhe as estrelas, brinque com seus pets, beba um vinho. Estar bem consigo mesmo também é parte dessa jornada.
  13. Exercite a empatia: Cuide de outras pessoas, principalmente as que sempre estão ao seu redor, vale dizer também para tentarmos ser menos amargos. Ajudar o outro também é cuidar de si quando entendemos que não somos nada se não tivermos bons aliados, bons amigos e uma boa família. E se queremos ser cuidados, também precisamos aprender a cuidar e ao dizer isso quero dizer além das boas intenções. Demonstre, aja, seja proativo, diga algo gentil. Eu tenho sérios problemas com “vibrações positivas” no conforto da soberba humana e no silencio da vergonha.

Artigo original: Patheos, Pagan. A Witch At Home – 13 Ways to Muster Your Solitary Practice. (https://bit.ly/2ZlSIMg)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *